StartSe – Me diga com quem tu andas!

Hora de retomar a lida com nossos artigos, desta vez, para tratar da participação da Polichat no congresso organizado pela StartSe. Alguns relevantes meses se passaram desde nossa última postagem, mas tudo por uma causa nobre. Devem ter notado as mudanças no site, na eficiência da plataforma (isso a quem já é cliente, é claro) e no modelo comercial. Foram dias e mais dias dedicados, de corpo e alma, para direcionar um 2019 (tema, inclusive, do último artigo) realmente inspirador – como tudo que acreditamos quando falamos enquanto Polichat.

Falemos, então, do evento da StartSe. Bem, participamos enquanto expositores, acreditando poder ser um ambiente oportuno para negociações e para aprendizados. Confesso, particularmente, até por experiências anteriores de congressos que já tínhamos participado, que minha expectativa não estava muito alta. Alguns bons contatos, uma força a mais institucionalmente dizendo e uma ampliação modesta de networking = feliz com a ida (essa era a equação que no bate e volta à São Paulo, esperávamos). A nossa surpresa foi, felizmente, grande.

Oportunidades de negócios – Não falarei apenas como expositor do Polichat, mas como quem pôde observar bem todas as demais startups (e olha que foram diversos os nichos abordados). Sem dúvidas foi um ambiente muito propenso a negociações. Muitos clientes com interesse em sair com negócios fechados, em investir mesmo para melhorar e usar o tempo gasto no sábado que ali estiverem para construírem rotinas e processos novos e melhores em suas empresas com a ajuda da StartSe. Essa atmosfera de “querer algo novo” abriu muito o tato para negociações e pudemos ter grandes oportunidades desenhadas.

Efeito exponencial no networking – das palavras de moda atualmente, networking, sem dúvidas está nas primeiras páginas. Bem, sem querer usar o efeito manada para usufruir do termo, e sim querendo aplicá-lo em essência, temos uma satisfatória gratidão por ver que estamos voltando muito mais amplificados em relacionamentos. Pudemos não somente nos mostrar para negócios, mas também aprender muito sobre meios e processos complementares e suplementares ao nosso. Além de ter tido contato com uma série de pessoas que, pelas experiências já vividas, poderão nos auxiliar e muito (e assim espero) para próximos passos.

Me diga com quem tu andas…

Sobre os itens dessa receita de aprendizados e surpresa positiva, tem a carona com o sucesso de um evento tão bem organizado, como o preparado pela StartSe. Em meio a startups com modelos de negócios tão diversos e com todo o foco em inovação foi possível pensar “fora da caixa” e se sentir obrigado a aprender e ser melhor para estar ali. É como se, automaticamente, por uma espécie de contágio, você se tornasse melhor (e se não se tornar, você acaba pedindo para sair rsrs).

Para finalizar, fica a dica do time Polichat: estudem bem o seu mercado, as oportunidades e entendam como se integrar a ambientes como o proporcionado pela StartSe. Melhor que alcançar boas vendas, que é o que estamos colhendo como substratos da nossa ida, agreguem valor ao tempo investido e saibam planejar o futuro. Num ano de muitas turbulências políticas e até naturais, a julgar por esse primeiro trimestre de 2019 no Brasil e no mundo, é preciso estar em consonância com as tendências e novos rumos do mercado. Essa pode ser a chave que somente cifras e valores não darão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *